07 junho, 2010

Plangente

Na janela, espera.
Que propício lugar para matar-se aos poucos,
que ocasião notável para estripar-se.

Ela cortou o peito e deu-lhe o coração, não vês?

2 comentários:

D i c a disse...

Não. A gente só vê o que quer ver.

Guilherme Navarro disse...

Pois eu vejo tanta coisa que não quero...