23 abril, 2009

Porque eu não te amo.

Eu não posso dizer que te amo, simplesmente: eu não te amo. Seria injusto com todas as forças que regem o mundo, inclusive com o acaso, que eu te demonstrasse um sentimento que não é meu, que você não cultiva em mim. Te deixaria sentir de mim ventos que eu não sopro.

Meus passos são desconexos, difíceis de seguir. Mais fácil seria dançar comigo, mas acho que, para dança, não sirvo como companhia. Meu caminho não é sozinho. Mas há pedras demais por ele, pedras que eu mesma coloquei.

Se pudesse te levaria. Te colocaria dentro de mim, te enlaçaria os dedos, te carregaria as malas. Não é o amor que me leva até você, são outras brisas, ainda mais leves e mais dignas. Eu te levaria e te soltaria no penhasco, te deixaria voar e tu entenderias o pássaro que és. Por não te amar, no entanto, não te posso levar onde quero, não te posso isolar no mundo, não te posso possuir. Não cabes no meu corpo. Como não cabe, no meu espaço físico, mais ninguém além de mim.

5 comentários:

Gustavo Martinho disse...

REVELAÇÕES?!
ó!
nunca te vi tao intensa...
mas serena...
segura...
DOBALACOBACO...

mas: . "Seria injusto com todas as forças que regem o mundo,"

quanto drama...nos...pessoas normais fazemos isso todo dia...
caso contrario nao teria como viver em sociedade...

ps: adorei voce ser Carmen!
meu idolo Carmen Sandiego!

Vinícius Remer disse...

Amar é ser livre, nunca vi amor tão bonito como o seu... Belo
;*

Dica disse...

Parece que você voltou.
Prazer em ler isso, moça meio bonita.


"Eu te levaria e te soltaria no penhasco, te deixaria voar e tu entenderias o pássaro que és."

Quero ser solta de um penhasco e não conseguir bater asas e voar.
Seria lindo não acha?

Thayane Campos disse...

Suas palavras me fizeram lembrar de alguns sentimentos que estavam escondidos.
Belas palavras!

nana disse...

voce nao esta falando de mim, ne?