10 julho, 2008

(Sem título I)

Quando eu te conheci
eu era tão Rock'n'Roll e você,
Bossa Nova.
Você tão suave.
Eu tão intensamente apaixonada pela idéia de não me apaixonar.
Você tão tímido, quase sublime.
Eu tão sem vergonha.

Mas isso é um detalhe que o tempo tratou de apagar.

Não fosse a atitude,
nem gosto de rock e você,
meu amor,
nem sabe o que é bossa.

4 comentários:

Gabriel Pinto disse...

simples assim... o amor!

Ana Maria do Brasil. disse...

Matinez nos surpreendendo com sua poesia.

felipe disse...

the coolest.

Luísa disse...

o tempo apaga tantas coisas... e às vezes a gente esquece quem que gosta do que.