15 outubro, 2008

Antes

Ter essa carne viva,
essa víscera aberta.

Arranhar o peito,
bater os sonhos,
soltar a poeira dos vincos.

Antes a ignorância de não saber voar
que ter asas
- a sina de viver entre grades.

É na brisa que minh'alma se vai.

2 comentários:

Diana Borges disse...

Está tornando-se uma poetisa de difícil entendimento.

"Antes a ignorância de não saber voar
que ter asas"

Cada vez mais sem sentido, e eu gosto disso.

Luiz Felipe Leal disse...

saber querer ser triste só pra poder chorar.

grande.