26 junho, 2009

(sem título XVII)

[...]




o anonimato me persegue como um gato
a multidão me enxota como um cão
- e no zoológico ninguém me aceita
por não ser rara.



11 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Ótimo!!!

eve disse...

Lindo, lindo demais...

Dica disse...

Quem é Priscila Lopes?
(nunca li ou ouvi falar)



Ps: Sei que posso usar meu eu lírico. Mas, sabe qdo você não vê motivos pra contar história que não sejam as suas?
ah, rs, Eu sei. Tentamos que nem loucas. Talvez por isso me acalmei.

"Eu te amo não diz tudo"

Leonardo almeida disse...

lindo :)

Jú Souza disse...

aah que bonitinho! *---*

Hosana Lemos disse...

eu tenho um pouco disso...é complicado.

Vinícius Remer disse...

Ahh Dica você deveria ler Priscila Lopes, ela escreve muito bem mesmo, toda misteriosa, ainda entendo ela, suhaushua,
Bjoo Thaaalita =D

eve disse...

Não desista de sonhar carmem, a sempre algo maravilhoso te esperando na outra esquina da vida =*

paula barros disse...

Interessante, bem diferente.

bjs

Dica disse...

Remer, meu lindo!
Segui seu conselho e fui procurar mais da Priscila.. É, me encantei.

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom